Minha conta : Se registrar

Minhas compras

Vosso carrinho esta vazio.

Nacar

>> Familia(s) : carbonatos
Descobrir em foto :

A nacar é a substância que constitui a parte interior da concha de certos moluscos, seu nome vem do latim nacrum que era empregado para caractarizar uma matéria branca com efeitos iridescentes.
Ela é constituida de uma parte mineral de cristais de corbonato de calcio sob sua forma aragonita e de uma parte orgânica a conchiolina, que representa somente 4% à 6% da nacar mas permite de juntar todos os cristais de aragonita em uma matéria solida.E trata-se da difração da luz sobre os micro cristais de aragonita que provoca os efeitos iridescentes.
A cor da nacar depende dos iones minerais ou das substâncias presentes no meio do qual vive o molusco, pigmentos orgânicos do tipo carotenoidos contidos na conchiolina contribuem às colorações amarelas alaranjadas à violetas.
Uma nacar muito colorida e multicor em verdes e azuis provenientes de abalona (Haliotis australis) da Nova Zelândia ja era utilizada pelos Maoris...esta variedade de nacar é frequentemente chamada "opala do mar" mesmo não tendo nada de comum com a opala.

Local de extração

As regiões do mundo que produzem as mais belas qualidades de nacar são : a Indonésia, as Filipinas, a Australia, Djibuti, Madagasgar, a polinésia…Taiti para as nacares pretas.

Ver las fotos das minas/outras fotos

Utilização em joalheria

A nacar foi apreciada todo o tempo seja pela sua brancura perfeita seja por suas formas iridescentes. Ela é utilizada para a realização de marchetaria, de botões, de bijuteria, de dial de relogios, de broches, de medalhas religiosas…
No Oriente Medio e na Espanha ela foi utilizada em incrustação em numerosos objetos e mesmo em moveis inteiros na Siria.
A nacar é uma matéria muito solida então formada à 95% de aragonita que esta não é solida...estudos recentes trazem explicação : no inicio do crescimento do molusco os cristais de aragonita são como selados pela conchiolina em sensos diferentes o que impede a formação de planos de clivagem e torna a nacar muito resistente.
A nacar é a "pedra" de aniversario dos 42 anos de casamento.

Cuidado e precaução no cotidiano

Bastante facil em manutenção, é preciso protegê-la dos acidos e dos arranhões.
Limpeza com agua ensaboada e eventualmente polimento.

Gemas aproximativas

pérola

Litoterapia cultural e historica

Desde a antiguidade foi atribuido à nacar virtudes especificas. Os chineses, os egipsios lhe atribuiram a capacidade de proteção da pele a dissolvia no acido para utilizar como fortificante. Na América latina também ela lera puito apreciada. A nacar de uma brancura muito pura foi assimilada à Virgem Maria e simbolizava a proteção materna.
Em litoterapia a nacar por sua cor leitosa teria virtudes maternas e protetoras. Ela protegeria com doçura as agreções do meio exterior e traria calma e serenidade. Ela protegeria das mas influências e seria muito asseguradora.

Pedras historicas e legendas

Na França um artesanato especifico se desenvolveu especificamente em torno do trabalho da nacar, de osso, de marfim e de escama de tartaruga desde o século XVII na região de Méru na Oise : a tableteria (nome dado à fabricação destas matérias). Como na montanha os habitantes desta região trabalhavam estas matérias nobres no inverno e realizavam objetos de luxo como leques mas também botões em nacar. Esta região era qualificada no inicio do século XX de capital do botão em nacar que era então exportado no mundo inteiro e mais de 10 000 pessoas trabalhavam nessa pratica.

Caracteristicas quimicas
CaCO3

carbonato de calcio e conchiolina

Caracteristicas fisicas

Cor principal : branco

Outras cores : azul, castanho, cinza, amarelo, preto, laranja, rosa, verde, violeta

praticamente todas as tonalidades de cor existem

Cor do traço : branco

Brilho : nascarado

Dureza : 2.5 à 4.5

Densidade : 2.50 à 2.90

Clivagem : nenhum

Fratura : irregular

pode fazer lascas às vêzes

Propriedades oticas

Transparência : translucido, opaco

transparente em muito finas tiras

Refringência : 1.500 - 1.700

Birrefringência : 0.100

Nitida

Dublagem : não

Pleocroismo : ausente

Numero de cores : 1

Fluorescência : variavel

às vêzes fluorescente conforme as substâncias minerais presentes no meio de vida da concha

Cristais

Estrutura microcristamina de aragonita na conchiolina

Sistema cristalino : ortorrômbico

Outras informações
À venda em nossas butiques
Ver todas as ofertas